início

citações

Paula Astiz

Mais do que apenas solucionar problemas, a função do designer gráfico hoje é principalmente criá-los, no sentido de questionar uma ordem vigente. Acredito no design gráfico como formador de opinião, com um discurso ativo na produção de novas formas de conhecimento e contribuições significativas à nossa sociedade. […] Em um país como o Brasil, onde as disparidades sociais e econômicas são gritantes, o designer deve ter um papel de contestador. Nesse sentido, acredito que o designer deva ter o poder de interferir na mensagem transmitida pelo trabalho, ter voz ativa em relação ao seu conteúdo, ao seu significado intrínseco – ou seja, acredito em um trabalho autoral.”

Paula Astiz

Bernardo Schorr e Pedro Luiz Pereira de Souza

A aceleração exponencialmente crescente da produção industrial ameaça um projeto de consumo sustentável e põe em cheque o que se tornou a própria essência da profissão designer: entre outras hipóteses, talvez seja agora de maior responsabilidade do design retirar os objetos do mundo ao invés de constantemente colocar novos. Ou seja, desmaterializar.”

Bernardo Schorr e Pedro Luiz Pereira de Souza

Brian Dougherty

O tipo de design gráfico que aprendi na faculdade é um mundo de tipografia e imagens, papel e tinta, descendente de Gutenberg e da Bauhaus. Essencialmente, é um mundo de materiais. Nesse mundo, os Designers gráficos manipulam palavras, criam imagens e especificam a matéria prima. Nessa concepção do que é gráfico, o design sustentável diz respeito à busca e ao uso de melhores materiais. Os designers podem pesquisar produtos, como papéis reciclados e sintéticos, tentar encontrar tintas atóxicas ou desenvolver dobras e estruturas que resultem em menos perdas de materiais. Quando a maioria dos designers pensa em design sustentável, esses são os temas comuns.”

Brian Dougherty

depoimentos

Rolar para o topo